|
|
|
|

09-12-2019 - Elevação em 300% da capacidade de investimento de universidades

R$ 125 milhões foram liberados pelo ministério para energia limpa e conclusão de obras. A boa gestão do governo federal permitiu que o Ministério da Educação (MEC) liberasse R$ 125 milhões em recursos extras para as universidades federais. Para serem aplicadas em energia renovável e na conclusão de obras que melhorem o gasto público, as verbas ampliaram em até 300% a capacidade de investimento das instituições de ensino superior. É o caso, por exemplo, da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). A instituição recebeu R$ 2,4 milhões adicionais para os investimentos. O montante representa aumento de 292% em relação aos R$ 828,8 mil que foram autorizados no orçamento da universidade para aplicação na compra de equipamentos e realização de obras neste ano. Segundo o reitor da universidade, Marcel Botelho, todo o dinheiro recebido vai para energia fotovoltaica, que vai liberar o orçamento da universidade para investimentos em atividades finalísticas. “A busca por eficiência e qualidade [no gasto] é fundamental porque traz as universidades para o seu bem maior: a produção de conhecimento, de tecnologia e de desenvolvimento das regiões”, disse. A reitora da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), Wanda Hoffmann, também destacou que a liberação dos recursos Extra orçamentários permite que a universidade foque nas atividades finalísticas de ensino. “Vamos reduzir permanentemente os gastos com energia. É um complemento importante do orçamento e, com isso, podemos avançar na melhoria da infraestrutura da Ufscar para continuar sua missão de ensino, pesquisa e extensão”, disse. A Ufscar teve os investimentos de 2019 ampliados em 159%. Agora, a instituição tem R$ 3,3 milhões para aplicar na melhoria da infraestrutura, contra R$ 1,3 milhão previstos originalmente no orçamento do ano. A explicação para aumentos tão significativos foram os critérios adotados pela Secretaria de Educação Superior (Sesu) do MEC para transferir o dinheiro. Tiveram acesso a mais recursos instituições federais com melhor classificação em qualidade e desempenho e mais eficientes, ou seja, com um menor custo por aluno. Ao definir a forma de repasse, o objetivo do MEC foi beneficiar universidades que possuam menores condições orçamentárias de realizar esse tipo de investimento e privilegiar o bom trabalho de gestão. “Rejeitamos o assistencialismo sem restrição fiscal e a meritocracia só dos mais ricos. A ideia é premiar o esforço”, explicou Arnaldo Lima, secretário da Sesu. A implementação de painéis solares deve gerar uma economia nas contas de energia elétrica de até R$ 25,5 milhões ao ano para as universidades. Isso beneficiará mais de 2 milhões de estudantes do ensino superior público no Brasil, já que são mais incentivos aos estudos dos acadêmicos. Confira o aumento nos investimentos de cada universidade (htpp://portal.mec.gov.br/imagens/06.12.2019tab.pdf Fontes: MEC (06.12.20219) e Revista Gestão Universitária.

25-11-2019 - RBEP e mais três periódicos do Inep estão disponíveis em plataforma de revistas eletrônicas

Quatro publicações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) estão disponíveis no Open Journal Systems (OJS), software de gerenciamento e publicação de revistas eletrônicas. A ferramenta foi traduzida e disseminada no Brasil pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A coordenadora de Editoração e Publicações do Inep, Carla Nascimento, comentou a relevância do novo canal de acesso às publicações. “Essa nova plataforma aprimora o processo editorial, desde a submissão dos artigos e manuscritos até a disseminação das publicações de forma mais organizada, com ambiente personalizado para cada periódico e série, além de ser um canal que proporciona o registro dos pareceres dos artigos submetidos para os cadernos e séries”, destacou Carla. Para 2020, a ideia é estender a iniciativa para as publicações institucionais do Inep, oferecendo mais transparência ao trabalho realizado no processo editorial. “Nada seria alcançado sem o suporte da equipe de TI [Tecnologia da Informação] do órgão e dos servidores da editoração que se debruçaram nessa empreitada”, concluiu a coordenadora. Recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e aceito pela comunidade brasileira de editores científicos, o OJS é gratuito e pode ser instalado em qualquer servidor local, tornando a ferramenta flexível e acessível. As publicações disponíveis na plataforma são: Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), Cadernos de Estudos e Pesquisas em Políticas Educacionais, Textos para Discussão e a série PNE em Movimento, sobre o Plano Nacional de Educação. Em janeiro, a nova versão da revista Em Aberto e a série Relatos de Pesquisa também estarão disponíveis na plataforma. OJS – As principais vantagens da plataforma OJS são a possibilidade de instalação e gerenciamento personalizados, permitindo que o editor faça alterações a qualquer momento. Além disso, a plataforma proporciona a inserção de artigos on-line, feita pelos próprios autores, e conta com mecanismos de busca dentro de cada conteúdo publicado. O software busca otimizar o sistema de publicação científica e viabiliza o corte de despesas com impressão, oferecendo acesso on-line e gratuito aos leitores. O OJS ainda diminui o tempo gasto pelos editores com o recebimento de conteúdo, realizado em uma barra de ferramentas própria para submissão de artigos. Confira os periódicos: Acompanhe as edições da RBEP (http://rbep.inep.gov.br/ojs/index.php/rbep. Veja os Cadernos de Estudos do Inep (http://cadernosdeestudos.inep.gov.br/ Leia os Textos para Discussão (http://td.inep.gov.br/obs3/ Consulte as publicações do PNE em Movimento (http://seriepne.inep.gov.br/ojs3 Fontes: Assessoria de Comunicação Social - INEP e Revista Gestão Universitária.

18-11-2019 - COMO ELABORAR O CAPÍTULO DA “METODOLOGIA” DE UM ARTIGO, MONOGRAFIA, DISSERTAÇÃO OU TESE

Prezados graduandos ou pós-graduandos, o capítulo da metodologia ou procedimentos metodológicos não pode ser circunscrito à tipologia quanto aos objetivos e à natureza de abordagem. O percurso metodológico inicia-se com o tipo de “método adotado” e encerra-se com a “tabulação e tratamento dos dados”, uma vez que o conceito de metodologia é amplo, se trata de um conjunto de métodos, técnicas e procedimentos utilizados em uma produção científica para elucidar um problema, comprovar ou refutar as hipóteses de pesquisa, ou responder as questões norteadoras, derivativas do enunciado do problema e, também, alcançar os objetivos (geral e específicos) fixados para o estudo. Em artigo técnico-científico, o traçado metodológico pode ser descrito na própria introdução, logo depois da justificativa do trabalho, desde que a natureza do objeto investigativo seja de ordem teórica ou teórico-documental. Mas, caso o trabalho seja uma produção de natureza teórico-empírica (com trabalho de campo), necessariamente deve ser um capítulo à parte, ou seja, logo depois da seção “Revisão de Literatura” ou “Referencial Teórico”. Um capítulo de “Metodologia” bem descrito deve ter: a indicação do método utilizado (dedutivo, indutivo, hipotético-dedutivo, dialético, estudo de caso, histórico, entre outros) em que conste uma citação (direta, indireta ou citação de citação) de autor, em relação ao método escolhido e o link com o caso concreto (na perspectiva da elucidação do problema da pesquisa estabelecido); procede-se, de igual modo, quanto aos objetivos do estudo (pesquisa exploratória, descritiva, exploratória com contornos descritivo ou explicativa); logo depois, entra-se com a natureza da abordagem (quantitativa, qualitativa ou quantitativa e qualitativa); continuando a descrição da metodologia utilizada, insere-se a natureza da exposição do objeto investigativo (teórica, teórico-documental ou teórico-empírica); prossegue-se com a descrição das fontes (bibliográficas, documentais e/ou eletrônicas); até aqui está detalhado o caminho crítico do capítulo da metodologia para os estudos de natureza teórico ou teórico-documental, entretanto, de o trabalho for de cunho teórico-empírico o (a) graduando (a) ou pós-graduando (a) deve incluir – o universo da pesquisa; a amostra; o critério amostral; as técnicas de coleta de dados (formulário, questionário, entrevista ou observação); e, a tabulação e tratamento dos dados coletados, tanto na vertente quantitativa, se for o caso (média, moda, mediana, índice de correlação, entre outras), quanto na ótica qualitativa (análise de conteúdo, análise de discurso, análise de narrativa, análise de conversa). Lembre-se: para cada item da metodologia, há, necessariamente, que se coloque uma citação de autor relacionado a suas escolhas e o link para o caso concreto, ou seja, em sintonia com o objeto investigativo.

06-11-2019 - Revista Diamantina Presença - educação e pesquisa

Leiam o artigo intitulado Como elaborar um artigo técnico-científico ... -, publicado na Revista Diamantina Presença - educação e pesquisa, v. 2, n. 2, novembro de 2019, site https://www.revistas.uneb.br/index.php/diamantina

30-10-2019 - Diferença entre Paper e artigo técnico-científico.

Paper é um texto científico que o autor submete a uma Comissão Técnica de eventos, tais como: Congresso, Seminário, Jornada, Encontro, Fóruns, entre outros, para apreciação e deliberação. Se aprovado, o autor irá exibir perante uma plateia de inscritos no referido evento. Pode ser também para publicação em periódico ou, ainda, enquanto atividade acadêmica. Difere de um artigo técnico-científico pelo fato ser mais condensado – entre 10 e 15 páginas. O artigo deve ser elaborado em estreita obediência ao que preceitua a Norma Brasileira de Regulação (NBR) n. 6022/2018, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

28-10-2019 - Dia do Servidor Público

Reflexão do dia: Hoje é o dia do servidor público. Poder-se-ia indagar, ante as “contingências” - há o que comemorar? Evidentemente, a resposta seria não. Mas, ainda que sem o reconhecimento da importância desse profissional pelos poderes constituídos, torna-se necessário celebrar. Afinal servidor, você, anonimamente, contribui com a administração pública. Um serviço público de qualidade passa, fundamentalmente, pelas pessoas, seus valores, esforços, diferenças, sentimentos, princípios etc. Que este dia seja motivo de confraternização entre todos nós. Que o trabalho de cada Servidor, de forma profissional, lhana, prazerosa contribua cada vez mais e melhor para a elevação da qualidade de vida da sociedade. Que os dirigentes das instituições públicas dos diferentes poderes e esferas procurem manter e estimular os que, no serviço público, se sacrificam pelo bem da coletividade. Que a retribuição aos que velam pela “coisa pública”, tenha como referencial o merecimento e não em critérios casuísticos. Ah! Senhores Governantes: existem talentos no serviço público, procurem retê-los, dignamente!

27-10-2019 - Fatos os históricos do dia 27 de outubro

1492 - Cristóvão Colombo descobre a ilha de Cuba. 1505 - Morre Ivan "o Grande", Duque de Moscou e primeiro czar de todas as Rússias. 1553 - Miguel Servet, médico espanhol, é queimado vivo em Genebra por ordem de Calvino. 1728 - Nasce James Cook, descobridor das Ilhas Sandwich. 1782 - Nasce Niccolo Paganini, compositor italiano. 1807 - É assinado o Tratado de Fontainebleau, pelo qual Napoleão atinge seu objetivo de introduzir suas tropas no território espanhol. 1811 - Nasce Issac Merrit Singer, inventor da primeira máquina de costurar doméstica. 1844 - Os dominicados se rebelam contra o domínio haitiano e estabelecem a República Dominicana. 1858 - Nasce Theodore Roosevelt, 26o presidente dos EUA. 1897 - É fundado o Club Deportivo Magallanes, de Santiago, um dos pioneiros no futebol chileno. 1917 - O Brasil declarou guerra à Alemanha três anos após o início da Primeira Guerra Mundial. 1922 - Termina a "Marcha sobre Roma" de Benito Mussolini. 1922 - Nasce Carlos Andrés Pérez, ex-presidente da Venezuela. 1939 - O presidente Getúlio Vargas criou o Departamento de Imprensa e Propaganda, o DIP, para promover o Estados Novo e censurar os meios de comunicação. 1945 - Nasce Luis Inácio "Lula" da Silva, líder sindical e político brasileiro. 1965 - O Ato Institucional nº 2 extinguiu os partidos políticos brasileiros. 1970 - O cientista argentino Federico Leloir recebe o Prêmio Nobel de Química. 1978 - Anuar Sadar, presidente do Egito, e Menachem Begin, primeiro-ministro de Israel, ganharam o Nobel da Paz pelo acordo de Camp David, que devolveu o Sinai ao Egito. 1978 - A Justiça responsabilizou unanimamente o governo pela morte do jornalista Vladimir Herzog. Em outubro de 1975, ele havia sido preso por agentes do DOI CODI e aparecido morto horas mais tarde. 1986 - Representantes das principais religiões do mundo, liderados pela Papa João Paulo II, se reúnem em Asís, na Itália, para rezar pela paz mundial. 1988 - O filme ET, o Extra-terrestre, de Steven Spielberg, foi lançado em vídeo depois de bater recordes de bilheteria no cinema. 1990 - Se descobre uma nova galáxia 60 vezes maior de a Via Láctea. 1994 - Moçambique fez suas primeiras eleições gerais depois da guerra civil que durou 16 anos e matou 600 mil pessoas.

16-10-2019 - Seleção Pública para Professor - 2.491 vagas

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO. EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES SEC/SUDEPE Nº08/2019. O SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA no uso de suas atribuições legais, e com vistas ao atendimento de necessidade de serviço temporário e excepcional, torna pública a realização do Processo Seletivo Simplificado para contratação de pessoal, por tempo determinado, em Regime Especial de Direito Administrativo Serão oferecidas neste Processo Seletivo Simplificado 2.491 (duas mil quatrocentos e noventa e uma) vagas e formação de cadastro reserva, para a função temporária de Professor Padrão P - Grau III. CARGA HORARIA: 20 (vinte) horas semanais. Áreas: Linguagem, com ênfase em Artes; Ciências da Natureza: Biologia; Educação Física; Filosofia; Física; Geografia; História; Língua Inglesa; Língua Portuguesa; Química; Sociologia; As inscrições serão realizadas no período das 09h00min do dia 18 de outubro às 23h59min do dia 04 de novembro de 2019, exclusivamente pela Internet, no endereço eletrônico www.selecao.uneb.br/educbasicasec, com pagamento da taxa correspondente, até a data expressamente determinada no boleto. Leia o Edital completo no endereço eletrônico: http://diarios.egba.ba.gov.br/html/_DODia/DO_frm0.html

02-10-2019 - Reflexão do dia: fidelidade e lealdade.

Entende-se que a fidelidade é uma ação em curto prazo, rápida, de momento; normalmente é efêmera. Já a lealdade, consiste numa ação de longo prazo, lenta, processual, que requer tempo para se conquistar; é perene, sobretudo, se levar em consideração princípios e/ou sentimentos, a exemplo de: reconhecimento, gratidão, oportunidade, compartilhamento, ética, sinceridade. Enfim, leais são pessoas que em meio a qualquer situação, estarão sempre ao seu lado. Se possível, comentem.

01-10-2019 - DIA INTERNACIONAL DO IDOSO

1º de outubro é o dia de homenagear as pessoas de mais idade, é incentivar a conscientização da sociedade sobre as necessidades das pessoas idosas. Cidadãos e os governantes devem estar cientes sobre os papéis sociais que devem desempenhar, desde o respeito e auxílio aos indivíduos idosos, até políticas e estratégias que garantam que as pessoas tenham um envelhecimento com qualidade de vida e dignidade. Esta data foi criada por iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU), em 1991, durante a aprovação da Resolução 46/91, visando tratar dos direitos dos idosos e criando espaços de debate sobre a importância de preservar o respeito e a dignidade dessas pessoas. Convém ressaltar que, no Brasil, a lei nº 10.741, de 1 de outubro de 2003, está presente o Estatuto do Idoso, uma legislação que dispõe os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior aos 60 (sessenta) anos. Portanto, parabéns a todos os idosos do planeta terra!