|
|
|
|

20-08-2019 - Secretário do MEC defende maior equidade na distribuição de recursos para universidades

O secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Arnaldo Lima, defendeu uma melhor distribuição nos recursos da União destinados a universidades. De acordo com ele, a distribuição baseada em índices de desempenho traria maior equidade no repasse da verba. “Queremos tratar os desiguais de formas diferentes. Existe desigualdade na distribuição de recursos e o Futere-se propõe um repasse mais equitativo”, explicou durante participação nesta segunda-feira, 19 de agosto, no 3º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, o Jeduca. Arnaldo afirmou que as universidades com os melhores índices de governança, por exemplo, deverão ser premiadas. “A forma de exercer autonomia universitária é prestar contas do subsídio que recebe. Então, quem é que presta contas? É aquele que tem melhor governança. Os indicadores de governança fazem com que a gente tenha mais previsibilidade para que não faltem recursos”, explicou durante o evento em São Paulo. Arnaldo disse que a mudança será discutida com os reitores. De acordo com ele, um dos indicadores será o ranking de governança do Tribunal de Contas da União (TCU). Outros índices utilizarão a criação de patentes e de empregabilidade. A previsão é que o debate sobre o tema seja aprofundado entre o final deste ano e meados do ano que vem. O secretário destacou que a atual matriz orçamentária distribui recursos baseados 90% no tamanho da universidade e 10% no desempenho. “A gente quer aumentar essa proporção dos 10% [desempenho] ao longo de 10 anos”, disse. “Hoje nós temos universidades no Sudeste em que custo por aluno é muito mais elevado do que no Norte e Nordeste. Muitas vezes as universidades que se destacam no índice de governança, ou seja, que fazem melhor planejamento, são as que menos recebem recursos”, afirmou. Future-se - Lima defendeu a implementação do Future-se, programa lançado pelo MEC para garantir maior autonomia financeira e incentivar o empreendedorismo em universidade e institutos federais. Ele destacou que o programa será aperfeiçoado com as sugestões da consulta pública. “O debate é plural, como deve ser no meio acadêmico. A consulta pública é instrumento de aperfeiçoamento. Não é para ser a favor ou ser contra é para sugerir melhorias. A gente tem que receber as sugestões para poder aperfeiçoar”, explicou. Fontes: Dyelle Menezes, do Portal MEC - 19.08.2019 e Revista Gestão Universitária.

18-08-2019 - - Confira o passo a passo para consultar os locais de prova

Os participantes da edição de 2019 do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) já podem consultar os locais onde farão as provas, que serão realizadas no próximo domingo, dia 25 agosto. A informação está disponível no Cartão de Confirmação de Inscrição, acessado na página do participante. Para auxiliar os participantes a identificarem na página o local de prova, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) elaborou um passo a passo de a cesso. Além do endereço onde o participante realizará o exame, o Cartão de Confirmação de Inscrição apresenta o número de inscrição, data, local e horário das provas, indicação das áreas de conhecimento e do nível de ensino, solicitação de Atendimento Especializado, Específico e/ou pelo Nome Social, se for o caso, e indicação da secretaria estadual de educação ou do instituto federal de educação, ciência e tecnologia que pleiteará a certificação. Confira, abaixo, a descrição do passo a passo e o vídeo explicativo: Primeiramente, o participante deverá acessar a página do Encceja na internet, no endereço http://enccejanacional.inep.gov.br/; No sistema, o participante irá clicar em “Página do Participante”; Após preencher os campos de CPF e senha e selecionar a figura indicada pelo sistema, o participante deverá clicar em “Enviar”. A página será diretamente direcionada à imagem do Cartão de Confirmação de Inscrição, na qual o participante encontrará o endereço do local onde fará a prova. O Inep recomenda que todos os participantes imprimam o Cartão de Confirmação de Inscrição e o levem impresso no dia do exame, embora sua apresentação não seja obrigatória para realizar a prova. O Encceja 2019 será aplicado no dia 25 de agosto, domingo. Fiquem atentos! Fontes: Assessoria de Comunicação Social - INEP (15.08.2019) e Revista Gestão Universitária.

12-08-2019 - Produções podem ser enviadas para Olimpíada de Língua Portuguesa a partir desta segunda, 12/08

A partir desta segunda-feira, 12 de agosto, diretores de escolas públicas vão poder indicar os melhores textos e documentários produzidos por estudantes para a 6ª Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP). A edição deste ano conta com mais de 170 mil inscrições. O tema da competição é "O Lugar Onde Vivo". Além das categorias poema, memórias, crônica e artigo de opinião, a novidade de 2019 é a categoria documentário para alunos do 1º e 2º anos do ensino médio. O envio do material pelos diretores deve ser feito pelo site do programa Escrevendo o Futuro (www.escrevendoofuturo.org.br) até 19 de agosto. Estão representadas mais de 42 mil escolas — com alunos do 5º ano do ensino fundamental à 3ª série do ensino médio — em quase 4.900 municípios espalhados pelo Brasil. Os diretores das escolas são, agora, responsáveis por darem continuidade a essa representatividade na próxima fase. “Os diretores devem formar a comissão julgadora e também cadastrar os selecionados. Os professores envolvidos também podem engajar os diretores para que a escola não deixe de ser representada na próxima etapa”, explica Esdras Soares, da equipe organizadora da Olimpíada. Para sanar as dúvidas de como enviar o material dos alunos, o site do programa fez um vídeo tutorial mostrando todos os passos. “O vídeo explica bem quem deve entrar no sistema, como faz para cadastrar os avaliadores, selecionar os textos e vídeos, enfim, todas as orientações bem detalhadas”, destaca Soares. As melhores produções selecionadas por estado participam dos cinco encontros regionais – um para cada categoria, que neste ano serão realizados em São Paulo. “Eles [alunos das produções selecionadas] participam de atividades culturais e formativas, numa troca muito rica de experiências, uma diversidade regional e cultural muito bacana”, acrescenta Esdras Soares. OLP – A Olimpíada é fruto de parceria entre o Itaú Social e o MEC, sob a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). A ideia é apoiar os professores da rede pública no aprimoramento das práticas de ensino de leitura e escrita. A partir da metodologia do programa Escrevendo o Futuro, os professores realizam oficinas de produção de texto com os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. Fontes: Luciano Marques, do Portal MEC e Revista Gestão Universitário.

11-08-2019 - Vejam como elaborar um projeto de pesquisa.

Estrutura do Projeto de Pesquisa A estrutura, a seguir, facilita o (a) graduando (a) ou o (a) pós-graduando (a) na elaboração do projeto de pesquisa: Elementos Pré-Textuais ● CAPA Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/Como_fazer_capa_e_folha_de_rosto23072019-144013.pdf) e NBR 14724/2011 da ABNT ● FOLHA DE ROSTO Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/Como_fazer_capa_e_folha_de_rosto23072019-144013.pdf) e NBR 14724/2011 da ABNT ● SUMÁRIO Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/SUM%C3%81RIO04022017-102209.pdf) e NBRs 6027/2012 e 6024/2012 da ABNT) Elementos Textuais 1 TÍTULO e SUBTÍTULO (se houver), separado por dois pontos; Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/183_TITULO_ENUNCIADO_PROBLEMA_OBJETIVOS26022018-133125.pdf) 2 PROBLEMATIZAÇÃO Leiam: http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/04_1_IDENTIFICACAO_PROBLEMA_PESQUISA01042019-115147.pdf; 2.1 Contextualização – expor a síntese do contexto da problemática 2.2 Enunciado do problema – fixar o enunciado de forma interrogativa, iniciando, por exemplo, da seguinte forma – em que medida....; até que ponto....; como ....; porque ....; qual ....; etc. 3 QUESTÕES NORTEADORAS Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/203_HIPOTESE_PESQUISA_E_QUESTOES_NORTEADORAS05042019-102627.pdf) 4 OBJETIVOS (Leiam: http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/204_OBJETIVO_GERAL_ESPECIFICOS_PROJETO_PESQUISA12042019-101936.pdf) 4.1 Geral - iniciando com o verbo no infinitivo (analisar, evidenciar, investigar, comparar, avaliar etc. 4.2 Específicos – iniciando com o verbo no infinitivo – discutir, apresentar, explicitar, levantar, compreender, sempre começando pelas operações menos até as mais complexas, de forma a atingir o objetivo geral. 5 JUSTIFICATIVA Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/205_JUSTIFICATIVA_PROJETO_DE_PESQUISA16042019-175541.pdf) 5.1 Científica Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/57_JUSTIFICATIVA_cientifica01042010-191026.pdf) 5.2 Social Leiam (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/56_A_JUSTIFICATIVA_social01042010-190849.pdf) 5.3 Pessoal Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/55_A_JUSTIFICATIVA_pessoal01042010-190758.pdf) 6 METODOLOGIA Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/206_CAPITULO-SECAO_METODOLOGIA_PROJETO_PESQUISA22042019-132249.pdf) 6.1 Método Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/AULA_4_-_M%C3%A9todos_Cient%C3%ADficos23072019-143744.pdf) 6.2 Tipologia quanto aos objetivos do estudo Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/29_A_TIPOLOGIA_METODOLOGICA01042010-173717.pdf) 6.3 Natureza da abordagem Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/110_O_QUESITO_ABORDAGEM_METODOL%C3%93GICA01042010-202938.pdf); (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/AULA_5_-_Pesquisa_Quantitativa_e_Qualitativa23072019-143818.pdf) 6.4 Natureza do objeto investigativo Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/206_CAPITULO-SECAO_METODOLOGIA_PROJETO_PESQUISA22042019-132249.pdf) 6.5 Fontes Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/AULA_7_-_Pesquisa_Bibliogr%C3%A1fica_e_Fichamento23072019-143917.pdf) 6.5.1 Bibliográfica (em formato físico – livros, revistas, artigos, monografias, dissertações, teses, anais de eventos técnico-científicos, etc.) 6.5.2 Documental (em formato físico – legislação, relatórios, dados do IBGE, do PNEUD, laudos periciais, certidões etc.) 6.5.3 Eletrônica (online – sites, e-book, legislação, jornais, portais, relatórios, laudos periciais, informações via vídeo conferências etc.) 6.6 Universo (existirá se a pesquisa for teórico-empírica) Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/86_UNIVERSO_POPULACAO_CRITERIO_AMOSTRAL01042010-202147.pdf) 6.7 Amostra (existirá se a pesquisa for teórico-empírica) Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/86_UNIVERSO_POPULACAO_CRITERIO_AMOSTRAL01042010-202147.pdf) 6.8 Critério amostral (existirá se a pesquisa for teórico-empírica) Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/86_UNIVERSO_POPULACAO_CRITERIO_AMOSTRAL01042010-202147.pdf) 6.9 Técnicas de coleta de dados (existirá se a pesquisa for teórico-empírica) Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/TECNICAS_COLETA_DADOS03092013-154115.pdf) 6.10 Tabulação e tratamento dos dados Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/35_A_FASE_TABULACAO_TRATAMENTO_DADOS01042010-175558.pdf) 7 REFERENCIAL TEÓRICO Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/207_O_REFERENCIAL_TEORICO_PROJETO_PESQUISA25042019-192108.pdf) e NBR 10520/2002 da ABNT 8 CRONOGRAMA Leiam (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/208_COMO_ELABORAR_CRONOGRAMA_PROJETO_PESQUISA27042019-113043.pdf) 9 ORÇAMENTO Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/209_COMO_ELABORAR_OR%C3%87AMENTO_PROJETO_PESQUISA29042019-205516.pdf) Elementos Pós-Textuais ● REFERÊNCIAS Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/AULA_10_-_Referencias23072019-144055.pdf), http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/ALTERA%C3%87%C3%95ES_DA_NBR_6023_-_REFER%C3%8ANCIAS23072019-132217.pdf NBR 6023/2018 da ABNT) APÊNDICES Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/41_APENDICES_ANEXOS_TRABALHOS_ACADEMICOS01042010-182320.pdf) ANEXOS Leiam: (http://www.lcsantos.pro.br/arquivos/41_APENDICES_ANEXOS_TRABALHOS_ACADEMICOS01042010-182320.pdf)

28-07-2019 - Inscrições para bolsas remanescentes podem ser realizadas a partir de 5 de agosto

As inscrições para as bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni) serão abertas, por meio do site do programa (http://siteprouni.mec.gov.br/), a partir de 5 de agosto. É mais uma chance para quem não foi contemplado nas primeira e segunda chamadas, além da lista de espera. A disponibilidade dessas vagas, voltadas ainda para o segundo semestre do ano, acontece por desistência dos candidatos pré-selecionados ou falta de documentação, por exemplo. Os alunos matriculados nas instituições de ensino superior podem se inscrever até 30 de setembro. Já para os estudantes não matriculados, o prazo é menor e vai até 16 de agosto. Podem concorrer às bolsas remanescentes do Prouni: brasileiros sem diploma de curso superior e que tenham participado de qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com nota superior a 450 pontos e sem ter zerado a prova de redação; professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e que não tenham participado do Enem podem se inscrever às bolsas de estudo em cursos de licenciatura. Diferentemente do processo seletivo regular, nesta etapa não há chamadas ou nota de corte diária e a ocupação das bolsas é feita por ordem de inscrição. Ao concluir a inscrição, a bolsa automaticamente é reservada ao candidato. Quem for selecionado deverá comparecer à instituição de ensino nos dois dias úteis subsequentes ao da inscrição para comprovar as informações prestadas. Caso a ocupação não seja confirmada, a bolsa volta a ficar disponível no sistema para nova inscrição. O edital com o cronograma e demais procedimentos relativos à oferta de bolsas remanescentes do programa foi publicado na edição desta sexta-feira, 26 de julho, do Diário Oficial da União (DOU). Fontes: Dyelle Menezes, do Portal MEC e Revista Gestão Universitária.

26-07-2019 - Inep oferece curso para profissionais de instituições de educação superior envolvidos no exame Enade

Procuradores institucionais, coordenadores de curso e demais profissionais da educação superior envolvidos com o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) já podem se matricular no curso de capacitação oferecido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Os módulos vão detalhar os procedimentos para o exame; propósitos enquanto política educacional; e os aspectos conceituais e operacionais dos processos de enquadramento de cursos, de inscrição e regularização de estudantes, e de disseminação dos resultados e indicadores de qualidade da educação superior. Módulos – As aulas são divididas em sete módulos, disponíveis em plataforma digital. A carga horária total é de 60 horas e cada módulo será aberto em uma data diferente até novembro. O Inep, responsável pelo curso, estima que 20 mil profissionais da educação superior passem pela formação. Para ter acesso ao curso do Enade, os procuradores educacionais e demais profissionais devem cumprir as etapas a seguir: acessar o endereço http://enade.caeddigital.net; realizar a inscrição; informar, no campo “identificação do usuário”, o CPF e clicar em ”acessar”. Em seguida, um e-mail será enviado para confirmar a inscrição e liberar o acesso ao curso. Em caso de dúvidas ou dificuldades com a inscrição, deve-se enviar um e-mail para duvidasenade2019@caed.ufjf.br. Avaliação – As provas do Enade 2019 serão aplicadas em 24 de novembro. Este ano, serão avaliados os estudantes dos cursos de bacharelado em ciências agrárias, ciências da saúde e áreas afins; engenharias e arquitetura e urbanismo; e dos cursos superiores de tecnologia nas áreas de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, militar e segurança. O exame avalia o desempenho dos concluintes dos cursos de graduação, em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação. O Enade é obrigatório e a situação de regularidade do estudante no exame deve constar em seu histórico escolar. Fontes: Assessoria de Comunicação Social - INEP/MEC e Revista Universitária.

22-07-2019 - Reflexão do Dia

É de capital importância para as pessoas incorporar o hábito de escrever. Para tanto, você necessita reservar, pelo menos, 30 minutos por dia para ler (jornal, revista de conhecimento geral, periódico técnico-científico, livro etc.). A leitura contínua e constante amplia o seu vocabulário – quem lê bastante se atualiza e desperta o hábito para a escrita. Escrever é relevante para desenvolver a reflexão e o senso crítico. Concordam?

15-07-2019 - Programa está com inscrições abertas até 18 de julho

O Programa Idioma sem Fronteiras (IsF) está com inscrições on-line abertas até 18 de julho. No total, são ofertadas 1.420 vagas para cursos de inglês em 18 universidades da rede federal e 485 vagas para o curso de Português para estrangeiros, em 13 instituições federais. São oferecidos cursos presenciais de inglês e também para língua portuguesa destinada a estudantes estrangeiros que residem no Brasil e tenham vínculo com instituições de educação superior. Podem se candidatar: Estudantes universitários dos níveis de graduação e pós-graduação com matrículas ativas nas instituições credenciadas com ofertas de vagas; Técnicos e docentes das instituições; Estrangeiros que tenham número de inscrição no CPF e sejam vinculados a uma instituição parceira do programa; Professores de idiomas da rede pública de educação básica. Os interessados devem se inscrever no Sistema IsF Aluno. O Idioma sem Fronteiras é um programa do Ministério da Educação (MEC) de fomento à internacionalização da educação superior no Brasil por meio da capacitação em línguas estrangeiras. Os cursos presenciais são totalmente gratuitos e a distribuição dos alunos é feita de acordo com um teste de nivelamento realizado on-line na plataforma do programa. Leia o edital completo no htpp://isf.mec.gov.br/imagens/2019/edita_04_2019.pdf. Confira as instituições com oferta de vagas em inglês: Universidade Regional de Blumenal (FURB); Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS); Universidade Federal do Amazonas (UFAM); Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS); Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB);Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Universidade Federal do Paraná (UFPR); Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Universidade Federal de Roraima (UFRR); Universidade Federal de Sergipe (UFS); Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ); Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM); Universidade Federal do Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM); Universidade Federal do Amapá (Unifap); Universidade Federal de Itajubá (Unifei) e; Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila). Já as vagas para os cursos de Português para Estrangeiros serão ofertadas nas seguintes universidades: FURG; UFAM; UFTM; UFRR; UFMS; Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS); Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF); Universidade Federal do Maranhão (UFMA); Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ); Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Universidade Federal de Viçosa (UFV) e; Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab). Fontes: Assessoria de Comunicação Social - MEC (11.07.2019) e Revista Gestão Universitária.

26-06-2019 - Mais de 46 mil vagas são ofertadas pelo Fies a juro zero

Os interessados em concorrer a uma vaga em curso superior presencial por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) já podem se inscrever no site do programa a partir desta terça-feira, 25 de junho, até 1º de julho às 23h59. A segunda edição de 2019 oferta 46.600 vagas em instituições de ensino privadas de todo país. O candidato que participar do processo seletivo precisa ter feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir de 2010, e ter alcançado média igual ou superior a 450 pontos nas questões. Também deve ter tido nota superior a zero na redação. Entre as condições, é necessário possuir renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos, além de estar matriculado em um curso superior cadastrado no programa e que seja reconhecido pelo Ministério da Educação. Candidatos inadimplentes ou que já tenham sido contemplados anteriormente não podem participar. O resultado do processo seletivo sairá no site do Fies, em 9 de julho, em chamada única. Quem não for selecionado, constará na lista de espera e poderá preencher vagas eventualmente não ocupadas. Essa etapa vai ocorrer de 15 a 23 de julho. Em 2019, o Fies disponibiliza 100 mil vagas para cursos superiores. Na edição do primeiro semestre, foram ofertadas 53.400 oportunidades, 43.606 já estão contratados fechados e quase 10 mil em processo de contratação. Já no segundo semestre, o número de vagas ofertadas teve um aumento de quase 20%, sendo 46,6 mil em 2019, contra 39 mil em 2018. P-Fies – Enquanto o Fies oferece financiamento a juros zero para quem possui até três salários mínimos, a modalidade P-Fies é uma forma de contemplar pessoas com juros variáveis que recebem até cinco salários mínimos. As condições de financiamento são definidas pela instituição de ensino e o banco.O P-Fies conta apenas com chamada única, ou seja, não tem lista de espera. O resultado, assim como o Fies, ficará disponível em 9 de julho. Fontes: Giulliano Fernandes, do Portal MEC - 25.06.2019 e Revista Gestão Universitária.

19-06-2019 - Começou hoje, a convocação dos candidatos da lista de espera

A convocação dos candidatos que estão na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começou nesta quarta-feira, 19 de junho. A chamada é feita diretamente pelas instituições de ensino superior. Quem foi selecionado deve conferir o prazo para a matrícula no cronograma e verificar junto à instituição de ensino em que foi aprovado os locais, horários e qual a documentação necessária. Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular do Sisu em nenhuma das duas opções de curso cadastradas puderam manifestar interesse na lista de espera da seleção. O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No segundo semestre de 2019, o Sisu registrou 1.213.679 de inscrições, número 24,3% superior ao de 2018 (976.765). Esta edição também contabiliza alta de 25,9% na quantidade de candidatos inscritos, sendo 640.205 contra 508.486. Fontes: Dyelle Menezes, do Portal MEC e Revista Gestão Universitária.

|<  <<  1 2 3 4 5 6 7 8 9   >>  >|