|
|
|
|
O que há de interessante

19-08-2019 - Concursos públicos têm mais de mil vagas abertas na Bahia

Estado tem oferta de 10 processos seletivos espalhados pelo interior. Os concurseiros baianos podem ficar animados nesta semana pois há boas oportunidades dentro do próprio estado. Ao todo, são 1.213 vagas distribuídas em 10 certames diferentes. O que esses processos têm em comum? Boa parte deles possui a mesma banca organizadora, o que pode acabar ajudando bastante o candidato no momento da preparação. “Uma característica interessante de alguns desses concursos abertos no estado é que eles têm a mesma consultoria, ou seja, estudar provas anteriores realizadas por essa banca já garante uma vantagem em diversos certames”, confirma o coordenador pedagógico do Alfacon, Daniel Lustosa. O maior salário e o maior número de vagas estão no concurso para o município de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia. São 377 vagas temporárias com oferta salarial que varia de R$ 998 (um salário mínimo) a R$ 10.378,20. As inscrições vão até quinta-feira (22/8) e devem ser efetuadas no site da organizadora do certame, a MSM Consultoria no www.msmconsultoria.com.br As taxas variam de R$ 49 a R$ 150. Mais também há vagas na prefeitura de Alcobaça, outro processo seletivo que tem a MSM Consultoria como banca organizadora. São 257 oportunidades temporárias. O interessado também tem até a quinta para se inscrever na página www. Msmconsultoria.com.br. As taxas custam o mesmo que na seleção de Teixeira de Freitas. “São concursos com muitas vagas, várias ofertas de cargo e salários bem atrativos, sendo que os salários mais altos são para profissionais de saúde, na área da medicina”, pontua: Prefeitura de Belmonte (BA), 195 vagas, salário R$ 9.000,00 (fundamental, médio e superior, prazo, 25/08; Prefeitura de Lajedão (BA), 63 vagas, R$ 7.000,00 (fundamental, médio e superior, prazo 23/08; Fundação Hospitalar Municipal da cidade de Wenceslau Guimarães (BA); 26, vagas, R$ 8.500,00 (médio e superior), prazo 23/08; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano, 26 vagas, R$ 9.600,92; prazo 25/08; Prefeitura Teixeira de Freitas (BA), R$ 10.378,20, 377 vagas, R$ 10.378,20, prazo 22/08; Prefeitura Alcobaça (BA); 252, R$ 9.674,88, curso superior, prazo 22/08; Conselho Regional de Biblioteconomia 5ª Região (CRB-5), 20 vagas; R$ 2.235,00, prazo 09/09; Prefeitura de Seabra (BA), 62 vagas, (fundamental, médio e superior), R$ 1.250,00, prazo 25/08; Prefeitura de Aracatu (BA), (médio e superior), 59 vagas, prazo 25/08; e, Prefeitura de Medeiros Neto (BA), 145 vagas, prazo (fundamental, médio e superior), prazo 22/08. Vagas previstas. Além das oportunidades já abertas, novas vagas estão previstas para a Bahia, só aguardando a publicação do edital. Segundo a Secretaria de Administração do Estado da Bahia (SAEB), até o momento estão autorizados três concursos estaduais, para agente de tributos - com atuação na Secretaria da Fazenda (Sefaz) e com previsão de 20 vagas; outro para médico e odontólogo da Polícia Militar - com 17 vagas; e para soldado da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar, com 2,5 mil vagas. Lustosa recomenda que a preparação comece o quanto antes. “Aguardando edital temos a PM-BA e os Bombeiros, além da Sefaz-Ba. Conheça bem as bancas e as matérias presentes em cada certame para estudar exatamente o que será cobrado nas provas”, diz. Brasil, na esfera nacional, o país tem 170 concursos abertos com oferta de 21.497 vagas. O salário mais alto em oferta nesta semana continua no Tribunal de Contas de Rondônia (RO). São 29 vagas para diversos cargos, entre eles o analista de tecnologia da informação e auditor de controle externo. A remuneração pode chegar a R$ 35.462. As inscrições serão aceitas até a quarta (21/8), no site www.cepraspe.org.br. As taxas vão de R$ 120 a R$ 280. PREPARE-SE, Quanto antes, melhor Preparação leve tempo. Quanto mais o candidato se antecipar nesse processo, melhor, pois maior serão as chances de garantir sua aprovação. Conheça a banca. É preciso entender qual o esquema de cobrança praticado pela banca organizadora. Atenção absoluta a este ponto. Cronograma, Organize um planejamento e defina metas de estudo. Corra atrás, busque os melhores materiais, as melhores aulas, os melhores professores, os melhores cursos, para conseguir passar.

12-08-2019 - Estamos a caminho de 1.500.000 acessos – informações totalmente gratuitas

Prezados (as) leitores, este site foi concebido, implementado e atualizado para vocês, principalmente aqueles que estão na graduação e na pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado). Há aqui artigos, textos de opinião (basta clicar na aba “produção acadêmico-profissional” e, com a barra de rolagem, procurar o que vocês querem, a exemplo de escritos sobre: educação, metodologia da pesquisa científica, contabilidade, direito, administração e inovação). Tem também material didático sob a forma de slides e textos. Possui, ainda, informações acerva de eventos científicos nas referidas áreas de conhecimento. Interajam, comentando sobre os artigos na aba “blog”. Um grande abraço. Professor doutor Luiz Carlos, dos Santos.

11-08-2019 - Dia dos Pais

Não é o sangue que faz um pai, mas sim, sua capacidade de amar aquele que chama de filho. Feliz Dia dos Pais

29-07-2019 - Uneb oferece mais de 2,3 mil vagas residuais para graduação

As inscrições são gratuitas, começam nesta terça-feira (30) e seguem até o dia 5 de agosto. Quem está aguardando por uma oportunidade para cursar o ensino superior terá uma oportunidade. A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) vai oferecer 2.393 vagas na graduação para as Categorias Especiais de Matrícula 2019.2. As inscrições são gratuitas, começam nesta terça-feira (30) e seguem até o dia 5 de agosto.https://portal.uneb.br/noticias/wp-content/uploads/sites/2/2019/07_editaln_058_2019_edital_matricula_especial_2019.2.pdfAs vagas foram divididas em rematrícula (714), transferência interna e rematrícula (819), transferência externa (655), e portador de diploma (205). Confira a distribuição por cursos. Os interessados deverão realizar a inscrição nos departamentos da capital e do interior do estado onde pleiteia a vaga, munidos dos documentos exigidos no edital da seleção, como registro geral e histórico escolar. Em caso de transferência interna, o discente deve solicitar inscrição no processo seletivo no Departamento/Campus em que estuda. A prova escrita será realizada dia 4 de setembro e o teste de habilidade específica (nos cursos solicitantes) no dia 5 do mesmo mês. A lista dos aprovados será divulgada no dia 16 de setembro.

25-07-2019 - Oportunidade! Prorrogadas até 29 de julho inscrições para servidores e professores trabalharem no En

Até a próxima segunda-feira, 29 de julho. Este é o prazo para que professores e servidores públicos possam se cadastrar para trabalharem na aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O período da inscrição, que era até 22 de julho, foi prorrogado para dar mais chances aos interessados. A ideia é que os selecionados possam atuar como certificadores representando o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A autarquia é responsável pelo Enem, que este ano será aplicado em dois domingos, 3 e 10 de novembro, em 1.728 municípios brasileiros. Pelo trabalho, os certificadores receberão R$ 342 por dia de exame, o que equivale a R$ 28,50 por hora de trabalho. Para participar é preciso se cadastrar na Rede Nacional de Certificadores (RNC), seja por meio do site ou do aplicativo para celular. Quem já tem cadastro de anos anteriores no sistema pode atualizar as informações ou fazer a inscrição diretamente. Entre os critérios de seleção, o Inep avalia se o candidato: é servidor público do Poder Executivo Federal, em exercício em 2019, regido pela Lei nº 8.112, ou docente da rede pública estadual ou municipal de ensino, efetivo e registrado no Censo Escolar 2018; tem formação mínima em ensino médio; não está inscrito e nem tem parentes inscritos no Enem 2019; tem vínculo com qualquer atividade do Enem ou do Inep. Os professores e servidores públicos que passarem nos quesitos serão convocados pelo Inep para uma capacitação a distância. Quem obtiver a nota mínima exigida garantirá a vaga. O que faz o certificador – Os certificadores são responsáveis por conferir vários procedimentos, como a chegada e a abertura dos malotes com provas e a distribuição das provas para os candidatos. Todo o trabalho é realizado por meio de um aplicativo, pelo qual são enviados alertas e relatórios ao Inep durante todo o processo. Fontes: Giulliano Fernandes – MEC e Revista Gestão Universitária.

19-07-2019 - FUTURE-SE

O Ministério da Educação (MEC) lançou na quarta-feira, 17 de julho, o Future-se. Inédito e inovador, o programa propõe uma mudança de cultura nas instituições públicas de ensino superior: maior autonomia financeira a universidades e institutos federais. A cerimônia foi realizada no auditório do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em Brasília. Assim como ocorre na reforma da Previdência, sustentabilidade financeira e responsabilidade com o futuro são pilares do projeto. O fomento à captação de recursos próprios e ao empreendedorismo são algumas das propostas. “[O Future-se] coloca o Brasil no mesmo patamar de países desenvolvidos. Nós buscamos as melhores práticas e adaptamos para a realidade brasileira. A maioria das medidas já acontece aqui. Nós vamos potencializá-las”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub, durante o lançamento. Segundo o secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Lima, o programa retira algumas barreiras burocráticas que as universidades enfrentam. “O nosso potencial é gigantesco. Os estudantes poderão ser protagonistas do seu próprio destino. O nosso convite é: futurem-se”, afirmou. O processo respeitará o princípio da publicidade. A proposta do MEC vai passar por consulta pública até o dia 15 de agosto. A população poderá colaborar com o programa. As contribuições serão compiladas e uma proposta de mudança na legislação, apresentada posteriormente. A adesão ao Future-se será voluntária. As universidades e os institutos federais não serão privatizados. O governo continuará a ter um orçamento anual destinado para as instituições. São mais de R$ 100 bilhões aos quais universidades e institutos poderão ter acesso. O dinheiro virá, por exemplo, do patrimônio da União, de fundos constitucionais, de leis de incentivos fiscais e depósitos à vista, de recursos da cultura e de fundos patrimoniais. O Future-se tenta tornar mais eficiente práticas existentes. As instituições já contam com receitas próprias – cerca de R$ 1 bilhão de universidades, institutos e hospitais universitários somados. Mas os recursos não apresentam retorno direto para as atividades por conta de limitação legal. O dinheiro arrecadado vai para a Conta Única do Tesouro. A proposta do MEC visa à desburocratização do recebimento dessa verba. Eixos – O programa é dividido em três eixos complementares. São eles: Gestão, Governança e Empreendedorismo; Promover a sustentabilidade financeira, ao estabelecer limite de gasto com pessoal nas universidades e institutos – hoje, em média, 85% do orçamento das instituições são destinados para isso. Para a administração pública, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estabelece percentual máximo de 60%; estabelecer requisitos de transparência, auditoria externa e compliance; criar ranking das instituições com prêmio para as mais eficientes nos gastos; gestão imobiliária: estimular o uso de imóveis da União e arrecadar por meio de contratos de cessão de uso, concessão, fundo de investimento e parcerias público-privadas (PPPs); propiciar os meios para que os departamentos de universidades/institutos arrecadem recursos próprios, com estímulo à competição entre as unidades; e, autorizar naming rights (ter o nome de empresas/patrocinadores e patronos) nos campi e em edifícios, o que possibilitaria a modernização e manutenção dos equipamentos com ajuda do setor privado. Pesquisa e inovação: instalar centros de pesquisa e inovação, bem como parques tecnológicos; assegurar ambiente de negócios favorável à criação e consolidação de startups, ou seja, de empresas com base tecnológica; aproximar as instituições das empresas, para facilitar o acesso a recursos privados de quem tiver ideias de pesquisa e desenvolvimento; premiar os principais projetos inovadores, com destaque para universidades de pequeno porte.

16-07-2019 - CORREIO realiza seminário sobre o futuro do jornalismo

Evento marca as ações comemorativas dos 40 anos do jornal O jornal CORREIO realiza, no próximo dia 26, o seminário O Futuro do Jornalismo, que discutirá os novos rumos e perspectivas do setor. O evento, voltado para a sociedade acadêmica e interessados no tema, é uma das ações comemorativas dos 40 do veículo de comunicação e marca o lançamento do Prêmio Correio de Futuro. O encontro será realizado das 8h às 12h30, no Hotel Quality (Rua Dr. José Peroba, 244 – Stiep). As inscrições gratuitas podem ser feitas pelo bit.ly/jornalismodefuturo. O seminário O Futuro do Jornalismo, que tem curadoria do coordenador de Inovação do Correio, Juan Torres, contará com apresentação de representantes de três iniciativas inovadoras que se tornaram referência mundial pela maneira como combinam comunicação, design e tecnologia. São eles: Conrado Corsalette, cofundador e editor-chefe do Nexo, jornal digital que coleciona prêmios internacionais de jornalismo e design, entre eles um Malofiej e dois ÑH.Patrícia Gomes, diretora de produto do Jota, site focado em cobertura do Judiciário, que acaba de ser eleito a melhor startup de jornalismo do mundo, pela Associação Mundial de Jornais e Editores (WAN-IFRA). Mário Sérgio, líder técnico da Operação Serenata de Amor, projeto de inteligência artificial (IA) focado na investigação de gastos públicos e responsável pelo desenvolvimento da Rosie (@RosieDaSerenata), uma robô que monitora e divulga gastos suspeitos de deputados federais. Mário é também presidente da Associação Python Brasil (APyB) e gerente do programa de Inovação Cívica da Open Knowledge Brasil. Fonte: Jornal Correio da Bahia, 16/07/2019.

04-07-2019 - Bolsa Permanência abre 4 mil vagas para cursos de graduação a indígenas e quilombolas

Reaberto nesta terça-feira, 2 de julho, o Programa Bolsa Permanência vai oferecer 4 mil bolsas de estudos, no valor de R$ 900 cada, a indígenas e quilombolas matriculados em cursos de graduação presenciais em instituições federais. Os estudantes podem se inscrever no programa até 30 de agosto. A portaria foi publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 2 de julho. O pagamento da bolsa é feito pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), diretamente aos beneficiários. O Bolsa Permanência tem por finalidade contribuir para que estudantes indígenas e quilombolas tenham condições de permanecer em seus cursos de graduação. As inscrições devem ser realizadas pelo sistema de gestão do programa. Para participar, o estudante deve preencher um cadastro com informações sobre o seu perfil socioeconômico e acadêmico, além de assinar um termo de compromisso. Após análise da documentação comprobatória de elegibilidade do estudante ao programa, as instituições federais de ensino superior devem aprovar as inscrições dos candidatos a bolsas até 30 de setembro. Caso o cadastro seja homologado e selecionado pela instituição, o estudante passará a contar com o benefício. O orçamento do Bolsa Permanência para este ano é de R$ 194 milhões, 7,5% maior do que o do ano passado — R$ 179,5 milhões. A execução orçamentária foi de R$ 55,5 milhões, até maio, com 18.149 estudantes beneficiários. Em 2018, foram ofertadas 800 bolsas. Segundo a portaria que institucionalizou o Bolsa Permanência, a iniciativa é “um auxílio financeiro que tem por finalidade minimizar as desigualdades sociais, étnico-raciais e contribuir para permanência e diplomação dos estudantes de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica”. Pnaes – O Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) auxilia a permanência de estudantes com baixa renda em cursos presenciais de graduação nas instituições federais de ensino superior. De acordo com o decreto que estabeleceu o plano, os objetivos são: democratizar as condições de permanência dos jovens na educação superior pública federal; minimizar os efeitos das desigualdades sociais e regionais na permanência e conclusão da educação superior; reduzir as taxas de retenção e evasão; contribuir para a promoção da inclusão social pela educação. O dinheiro é repassado para as universidades, que têm autonomia para selecionar quais alunos serão beneficiados e quais os valores do benefício. Os líderes indígenas e quilombolas avaliarão, junto às suas comunidades, a possibilidade de recurso do Pnaes ser depositado diretamente na conta dos estudantes, assim como é realizado no Programa Bolsa Permanência. A intenção é fortalecer a governança e dar mais transparência ao programa. Fontes: Giulliano Fernandes e Guilherme Pera, do Portal MEC - 02.07.2019 e Revista Gestão Universitária.

18-06-2019 - II CONGRESSO BRASILEIRO DE PROCESSO CIVIL E V CONGRESSO DE PROCESSO CIVIL DE FLORIANÓPOLIS

Coordenador: Pedro Miranda de Oliveira. 24 a 26 de julho de 2019. Horário: 17 h. Presencial. Local: CENTROSUL. Endereço: Avenida Gustavo Richard Nº 850 - Centro Florianópolis. REALIZADORES: ENA - IBDP - OAB/SC - CESUSC - CAASC. Programação: http://www.oabsc.org.br/arquivo/update/331_58_5cc34840b8134.pdf http://www.oab-sc.org.br/arquivo/update/331_58_5cc33a101be5a.pdf

13-06-2019 - Prazo para manifestar interesse em lista de espera vai até segunda, 17

O prazo para manifestar interesse na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começou nesta terça-feira, 11 de junho, e vai até o dia 17 deste mês. Quem pode manifestar interesse na lista de espera é o candidato não selecionado na chamada regular em nenhuma das suas duas opções de curso. Ele pode pedir para uma das duas. Para fazer parte da lista, o candidato deve acessar o sistema durante o período especificado no cronograma e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu. O postulante deve se certificar de que sua manifestação foi realizada. Ao finalizar, o sistema emitirá uma mensagem de confirmação. A convocação dos candidatos da lista de espera para a matrícula cabe às próprias instituições de ensino. Será realizada após o dia 19. Sisu - O Sisu para o segundo semestre de 2019 registrou 1.213.679 de inscrições, número 24,3% superior ao de 2018 (976.765). Esta edição também contabiliza alta de 25,9% na quantidade de candidatos inscritos, sendo 640.205 contra 508.486. A diferença dos números de candidatos e de inscrições se dá porque o sistema permite que os estudantes escolham mais de uma opção de curso. O pré-requisito para concorrer ao Sisu é ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 e obtido nota acima de zero na redação. O resultado está disponível no site do Sisu. Para conferir, é necessário informar o número de inscrição e a senha do Enem 2018. Confira o site do Sisu. Fontes: Giulliano Fernandes, Portal MEC - 11.06.2019 e Revista Gestão Universitária.

|<  <<  1 2 3 4 5 6 7 8 9   >>  >|